O último dia da X Jornada Acadêmica de Arquitetura e Urbanismo da Estácio contou com duas mesas redondas com ex-alunos da própria instituição que atuam no mercado profissional, além de uma oficina em sala de aula.

No primeiro horário, quem estava presente no teatro principal teve contato com arquitetos da incorporadora Vitta, que trabalha com projetos voltados ao Minha Casa, Minha Vida, do governo federal.

Antes de iniciarem a conversa, a coordenadora do curso manifestou orgulho por conta das ex-alunas estarem compartilhando a carreira e como funciona a arquitetura no dia a dia com os atuais estudantes.

A gerente de projetos da empresa, Gil Almeida, encabeçou o bate-papo e falou aos presentes as diferentes áreas que os alunos podem atuar dentro de uma incorporadora, e como uma pode ser bem distinta da outra, mesmo todos sendo arquitetos.

Além disso, ela explicou aos alunos a importância de se fazer parte de um projeto voltado ao Minha Casa, Minha Vida. “Nosso propósito é maior que toda parte lucrativa, temos um propósito social”, disse. E finalizou dizendo ser importante colocar o coração em tudo que forem fazer.

Homenagem

Após o intervalo, os alunos que participaram da organização fizeram uma homenagem aos 10 anos de jornada. Catherine, coordenadora do curso, se emocionou e agradeceu. “A organização dessa jornada foi especial, tão preocupados com diversos detalhes. Esse ano foi a melhor que tivemos”, comentou.

Brasil Cidades

Ao iniciar sua fala, Carina Serra, representante do BR Cidades, fala sobre a importância do urbanismo para o desenvolvimento social da cidade e como as novas emergências da juventude vem influenciando no espaço coletivo. “Temos que repensar a maneira de projetar a cidade, de forma mais coletiva”, diz.